A importância de uma pós-graduação na vida profissional

Como professora, coordenadora de cursos e na direção de empresa na área educacional, há mais de 15 anos tenho observado e acompanhado a vida acadêmica e profissional de alunos de graduação e pós-graduação.

Nesta observação informal tenho visto e concluído algumas coisas que eu gostaria de compartilhar com vocês e por isso, separei em 5 tópicos as minhas considerações:

1 – O aprendizado e experiência obtidos nas faculdades e universidades estão longe de serem suficientes para garantir a inserção no mercado de trabalho. As instituições privadas se esforçam em aprimorar os currículos mas ainda há muitos desafios quanto ao perfil dos alunos que acolhemos quanto a sua formação anterior, onde o ensino brasileiro, está deficiente na formação básica do aluno até mesmo as questões sociais, devido a dificuldade financeira de acesso ao ensino superior.  (Apenas 7,9%da população brasileira tem diploma universitário, segundo IBGE em 2010. Este foi o último censo, pois o IBGE faz o levantamento a cada 10 anos).  Já as instituições públicas, em geral, direcionam suas atividades acadêmicas voltadas a pesquisa, com o objetivo de atender as metas internas de produção acadêmica, muitas vezes não lapidando este profissional para o mercado de trabalho.

2 – Cursos de pós-graduação podem ser uma alternativa para diferenciação.

Ter pós-graduação é essencial, em especial em tempos de crise. O profissional deve fazer uma pós com foco em melhorar o currículo e também porque o mercado exige atualização contínua. Sem aperfeiçoamento profissional não é possível conquistar boas posições no mercado, afinal estamos na Era do Conhecimento, ou seja, na era em que temos um grande volume de informações disponíveis no mercado, onde o sistema econômico tem mais de 70% das suas atividades voltadas na prestação de serviços e ainda, onde a tecnologia se modifica diariamente trazendo novos desafios profissionais.

3 – O momento certo para fazer a pós é agora.

Muitos alunos me perguntam, se devem esperar um ano para iniciar a pós ou se podem “emendar” direto da graduação? A hora é agora. Se pensarmos que o profissional estará se reciclando constantemente ao longo de toda a sua vida, não existe mais uma data específica para realizar sua primeira pós-graduação. Ideal é que ele esteja no mercado para que consiga direcionar o curso de seu interesse ou tenha um plano de carreira.

4 – Ter pós-graduação é o mínimo esperado.

Conversando com colegas e profissionais da área de Recursos Humanos eles identificam neste profissional o perfil de candidato que tem atitude em buscar aprender sempre, e um dos caminhos é através da “escola”. Ter autodesenvolvimento é fundamental para acompanhar as mudanças das empresas que tem que se reinventar constantemente.

5 – Por onde começar a decisão em fazer uma pós?

Muitos alunos que nos procuram tem esta indecisão. A primeira coisa é decidir quais são seus planos profissionais pois eles direcionarão a área de estudo de seu curso de pós-graduação. Para aqueles que querem um aperfeiçoamento e atualização para atingir um novo cargo, buscar uma inserção no mercado de trabalho pense na possibilidade em fazer um MBA (lato sensu).

Agora se você pretende seguir a carreira acadêmica é indispensável cursar um mestrado e doutorado. O MBA também te permite ingressar na área acadêmica, com esta titulação você também estará apto.

Sucesso na sua decisão e vamos que vamos!

Ana Claudia Mendes

Diretora e Coordenadora de Cursos de Pós-Graduação e Extensão Universitária pelo G7 Instituto.

 

Deixe seu comentário

captcha *